CHAPA 02-AM

Candidatos:

LEANDRO NASCIMENTO LOPES (Titular) e ELIZANGELA FRANCISCA SENA DE ARAUJO SILVA (suplente)
EDMAR DE OLIVEIRA ANDRADE (Titular) e ANA LUCIA NASCENTES DA SILVA ABRAHIM (suplente)
KLEYTON MARINHO DA SILVA (Titular) e RICARDO PESSOA DE SOUZA BRAGA (suplente)
IVONE ROCHA DE SOUSA LEITE (Titular) e ISABELLE MACIEL LIMA (suplente)
DARCLEINE COSTA MANARTE (Titular) e CHRISTINA PRADO MENDES DE MELLO (suplente)
ZADIR ARAUJO DA SILVA JUNIOR (Titular) e TIAGO BARBOSA LEITE (suplente)
JOSE CARLOS RAMOS MONTEIRO (Titular) e TAISE COSTA DE FARIAS (suplente)
RENATA MARIA DE ARAUJO CAMPOS (Titular) e MICHAEL STEPHENSON DE SABAT DE PEREIRA (suplente)
NATALI MARIA ALVES PINTO (Titular) e CLEICIANE FRANCO COSTA (suplente)
ANTONIO CARLOS RODRIGUES SILVA (Titular) e MARILIA RABELO DE SOUZA (suplente)

Obs. Veja a síntese de currículos de cada candidato após o plano de trabalho.

Plano de trabalho:

EIXO 1: FISCALIZAÇÃO Exercer, no Estado do Amazonas, a missão da fiscalização em três níveis: ORIENTATIVO, PREVENTIVA e PUNITIVA, defendendo os anseios e interesses da sociedade no que diz respeito ao exercício da arquitetura e urbanismo. Para o desenvolvimento das ações decorrentes a chapa se propõe a praticar a “fiscalização inteligente” que pressupõe o bom uso da tecnologia e mídia social assim como no fechamento de parcerias com: A) Entes dos três níveis de poder; B) Organizações jurídicas de direito público e privadas; C) Segmentos organizados da sociedade civil. Propostas: 1. Promover mutirões de fiscalização em parceria com demais órgãos do poder público. 2. Aperfeiçoar os projetos : CAU itinerante no apoio a fiscalização e eficácia da regulamentação do exercício da profissão em benefício de todos, profissionais e sociedade. 3. Aprimorar o sistema de fiscalização profissional considerando a otimização das tecnologias, SICCAU/IGEO. EIXO 2: FORMAÇÃO Apoiar, estimular e promover, de forma direta ou mediante convênios e acordos com as entidades de classe, a formação profissional continuada buscando qualificar e aprimorar o profissional arquiteto e urbanista. Propostas: 1. Aprimorar as ações para fortalecimento das entidades de classe : IAB/AM, FENEA, ASBEA, SINDARQ AM, etc. 2. Criar o projeto especial ARQUITETO EMPREENDEDOR em parceria com SEBRAE-AM. EIXO 3: EDUCAÇÃO Cooperar com os cursos de arquitetura e urbanismo do estado, levando aos futuros profissionais da arquitetura e urbanismo o conhecimento das responsabilidades e atribuições profissionais e, sobretudo, o conhecimento dos compromissos éticos profissionais. Propostas: 1. Incentivar a representação dos estudantes de arquitetura junto ao conselho. 2. Fortalecer a atuação do CAU/AM junto às Instituições de Ensino superior de arquitetura e urbanismo e aos novos profissionais egressos. 3. Resgatar a importância da arquitetura e do urbanismo no estado através da valorização do seu patrimônio material e imaterial. EIXO 4: INTERLOCUÇÃO Construir de forma conjunta e assegurar a legitimidade da interlocução com a sociedade, nas questões afetas ao exercício da profissão e na construção de uma consciência cidadã voltada para o conhecimento e reivindicação dos direitos à cidade, quer sejam individuais ou coletivos. Propostas: 1. Promover a criação de um fórum de fiscalização inteligente; 2. Aprimorar o atendimento para o público interno e externo; 3. Criar e/ou aprimorar o canal da ouvidoria do CAU/AM para que críticas, elogios e sugestões possam ser incorporadas; 4. Incrementar a interlocução do CAU/AM com os profissionais, a sociedade, gestores públicos e entidades; 5. Apoiar as ações do sindicato da classe junto aos órgãos competentes, afim de garantir os direitos profissionais.   EIXO 5: ARTICULAÇÃO Incentivar e fomentar parcerias institucionais, assim como, identificar e sensibilizar potenciais parceiros, articulando ações, atividades, programas e projetos, inclusive com a busca na captação de recursos, que tenham por fim solidificar a arquitetura e urbanismo como conceito matriz do direito às cidades, e conseqüentemente, cumprimento do direito fundamental à boa administração pública, voltada ao coletivo social, na perspectiva do planejamento. Propostas: 1. Buscar junto ao CAU-BR e órgãos do poder público mecanismo que possibilite a implantação da sede própria do CAU/AM. 2. Estimular a criação de grupos de trabalhos buscando participação efetiva nos debates referente ao desenvolvimento da cidade. 3. Criar novos grupos temáticos de trabalho, tais como: a. Arquitetura pública; b. Desenho Universal; c. Mobilidade; d. Patrimônio Material e Imaterial; e. Tecnologia Construtiva; f. Paisagem urbana; g. Sustentabilidade, entre outras e consolidar os já existentes. 4. Aprimorar a comunicação com a sociedade, gestores públicos, entidades e profissionais – arquitetura e urbanismo para todos/ arquitetura social. 5. Integrar cada vez mais os conselheiros federais com a plenária CAU/AM e conselheiros estaduais.

Candidatos a conselheiro federal e suplente:

LEANDRO NASCIMENTO LOPES ( TITULAR )